#PapoSério: O que é Feminismo?



Olá galera, hoje decidi falar sobre um papo mais sério, sem ser voltado a moda/beleza/eventos. Pra quem não sabe, eu sou estudante de Serviço Social e esse período estou pagando uma cadeira de Movimentos Sociais Contemporâneos, que é uma área muito bacana e na qual pretendo trabalhar. Outra coisa que poucos sabem também é sobre meu posicionamento político - pelo fato de não mostrar tanto em mídias sociais - que é Feminista. (Ah, Pri! Pensei que fosse Ambientalista...) Sou Ambientalista sim! Mas, é uma das minhas lutas, o posicionamento é Feminista!

Pois bem, não vim até aqui para falar sobre minhas militâncias e sim explicar um pouco melhor sobre o que é o Feminismo e quais são suas lutas.
Para começar gostaria de dizer que ser Feminista não é querer as mulheres como supremacia (falo isso porque já vi muita gente pensando assim), quando na verdade é apenas uma luta por direitos humanos, econômicos, sociais, culturais, ambientais e civis para ambos os gêneros.
A história da luta das mulheres contra essa sociedade patriarcal, onde o homem-branco-hétero é o centro do poder, politicamente falando, não é de hoje. Antes mesmo das mulheres queimarem os sutiãs na década de 1960 isso já se era comentado. Mas, graças a mulheres e grupos como New York Radical Feminist, nossos dias mudaram um pouco. Um pouco? Sim! Um pouquinho! Ainda temos muito que mudar. Ou acham certo culpar a vítima de um estupro por ela está em um lugar "impróprio"? Ou por ela esta usando uma roupa curta? Acham certo uma pessoa não ter autonomia de seu corpo? Acham legal a sociedade, o governo, a religião ou seu marido ter mais poder do seu corpo que você mesma? Eu de verdade não acho isso nada bacana. Abomino isso. Mas, se você acha... Eu te entendo! Entendo que não é você (sozinho) que pensa assim, e sim toda a sociedade. Uma sociedade patriarcal, onde se é pregado a "Cultura do Estupro" que tem como subproduto o machismo.

"Cultura do Estupro", Priscila? Sim! O que eu chamo e outros teóricos também chamam de "Cultura do Estupro" é justamente o que fazemos. Além de banalizar a violência sexual contra mulheres, nós incentivamos. (Mas, como assim?) Quando escutamos e cantamos músicas como alguns funk e para não ser tão polêmica vou citar Ataulfo Alves com "Ai que saudade da Amélia" e várias outras coisas como o motivo de origem a Marcha das Vadias, (que para quem não sabe, foi criada em resposta a um policial no Canadá que disse para um grupo de universitárias que se elas não quisessem ser estupradas não andassem como vadias).

Mas, o feminismo só luta contra casos de violência contra mulheres é? Não gente, claro que não! Já havia falado antes que era a favor da igualdade de gênero em todos os âmbitos. Eu estou citando muito a violência sexual porque é um dado de grande escala, infelizmente, no Brasil e no mundo.
Outra coisa que muitos me perguntam é sobre a presença masculina em grupos feministas. Pode? Pode sim, pode muito! Como já dito antes e repetindo mais uma vez, a luta é anti patriarcal, pela igualdade de gênero. Claro que homens podem, agora eles só não são os protagonistas dessa causa. É a mesma coisa de eu ser heterossexual e querer lutar contra homofobia, ou ser urbana e querer lutar por direitos há terras indígenas. É importante, muito importante lutarmos por essas causas, mesmo sem ser o protagonista. Existem muitos movimentos que tem a presença masculina, até porque a luta não é apenas por relação de poder, mais também por papéis de gênero (coisas de estereótipos masculinos e femininos, como: cores, brinquedos, comportamentos etc).

Nessa minha experiência enquanto militante e pesquisadora do tema, muitos livros vem me ajudando... Livros como Uma História do Feminismo no Brasil de Céli Regina Jardim Pinto que uma grande professora me emprestou Sílvia Marques Dantas; Cadernos de Crítica Feminista, que são vários textos de militantes estudiosas. Mas, não posso esquecer de aulas como a de Fernando Barros Jr. que me motivam a cada dia a lutar por essa causa.

Pois bem gente, essa foi uma pequena explicaçãozinha sobre o tão polemizado Feminismo e que pouco compreendido. E uma vez que cai em mãos de extremistas com movimentos não sérios, pior. Sempre que ouvirem feminismo como supremacia feminina saibam que isso não é um movimento sério e com o real sentido do Feminismo.


Nenhum comentário

NÃO USE OS TEXTOS AQUI CITADOS PARA FINS LUCRATIVOS. CASO CONTRÁRIO SERÁ CONSIDERADO PLÁGIO. . Tecnologia do Blogger.